sexta-feira, dezembro 28, 2007

T.A.P. - Take Another Plane

Ontem fiz a viagem Lisboa - Funchal num vôo da TAP. Na altura em que marquei a passagem (há pouco mais de uma semana), já só tinha regresso em primeira classe. Como é sabido a tal classe executiva tem, na maioria dos vôos, 3 ou 4 filas reservadas para os seus passageiros. Ontem tinha dez!!!
Ou seja, havia uma série de pessoas que foram "obrigadas" a viajar em "executiva", não porque quisessem e escolhessem, mas porque havia cerca de 42 lugares normalmente ocupados pela classe turística (eles arranjam cada nome...) "comidos" pela área da "executiva".
Grande barrete. Maior ainda daquele que a TAP pôs no seu logo.

+

Embora não seja habito meu, já tinha viajado antes em "executiva". Lembro-me que das poucas coisas que faziam a diferença, era a refeição ligeira que ofereciam, uma atenção mais dedicada por parte das hospedeiras e ... nada mais. Talvez os lugares com um pouco de mais espaço.
Ontem notei que, as refeições (antes podia-se escolher entre dois pratos, peixe ou carne, tinha uma selecção de queijos como aperitivo, etc.) estão hoje ao nível das refeições da dita "turística" há dez anos atrás. Miseráveis.
A TAP tem de facto utilizado um truque bastante interessante. Em vez de alterar drásticamente os seus serviços, porque isso provávelmente iria provocar uma vaga de reclamações, tem vindo a diminuir lentamente a qualidade. Se fizermos um esforço de memória, vemos como a alteração dos serviços e até, diga-se de passagem, a graciosidade das hospedeiras, se tem verificado. Sempre a descer... Grande truque.

1 Comments:

Blogger Cláudio said...

Já estou farto de dar bicadas na acentuação dos advérbios de modo.

http://embomportugues.blogs.sapo.pt/17330.html

http://linguistica.publico.clix.pt/duvida.aspx?id=2381

http://senhorasocrates.blogspot.com/2007/05/quanto-custa-um-acento-grave.html

6:46 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger