quarta-feira, março 15, 2006

Madeira SPA

Ontem vi pela primeira vez a a nova publicidade institucional da Madeira. Antes, se bem se lembram, aparecia um foto aérea da Zona Turistica com hoteis de mais de 10 pisos, desde do Porto até ao Cliff Bay. Muito anos 70, turismo de massas e coisas do género. Esta nova apresenta uma vereda no meio da montanha, com um caminhante, no meio do paraíso, com as nuvens por baixo, nenhuma casa, lindo.
Pergunto-me, esse lugar existe? Ou antes, onde é que existe essa Madeira?
Esta nova campanha soa-me a uma espécie de "gato por lebre". Sou só eu que tem esssa sensação?

3 Comments:

Blogger abdul said...

إنشاء مجلس لحقوق الإنسان بالأمم المتحدة وواشنطن تعترض
صوتت أغلبية أعضاء الجمعية العامة للأمم المتحدة على إنشاء مجلس لحقوق الإنسان بدلا من المفوضية، في إطار إصلاح المنظمة. وصوتت دولة لصالح الهيئة الجديدة، وعارضتها أربع دول بينها الولايات المتحدة. فيما امتنعت ثلاث أخرى عن التصويت.

11:43 da tarde  
Blogger Xarope said...

Acho que estás a ver a coisa sobre uma prespectiva muito negativa. O meu conselho seria evitares um certo envelhecimento mental que leva, como todos sabemos, a previlegiar o maldizer em detrimento das opiniões construtivas. O que chamas "muito anos 70, turismo de massas" etc. etc. é incorrecto e a propagação dessas asneiras (perdoa-me a expressão) não conduz a uma discussão produtiva.
O Mónaco está cheio de prédios de 10 andares, alguns de arquitectos de capacidades discutível, o que também acontece toda a Riviera Francesa. E turismo de massas contem uma conotação negativa que tenho dúvidas que possas defender. O conjunto arquitectónico tem de ser avaliado como tal, e a diversidade muitas vezes "apaga" o efeito negativo que vemos ao olhar isoladamente cada empreendimento, o que suponho ser mais difícil para um profissional, pois talvez caia no erro de "embirrar" com certos elementos do conjunto e perder visão de escala.

11:22 da manhã  
Blogger Xarope said...

Acho que estás a ver a coisa sobre uma prespectiva muito negativa. O meu conselho seria evitares um certo envelhecimento mental que leva, como todos sabemos, a previlegiar o maldizer em detrimento das opiniões construtivas. O que chamas "muito anos 70, turismo de massas" etc. etc. é incorrecto e a propagação dessas asneiras (perdoa-me a expressão) não conduz a uma discussão produtiva.
O Mónaco está cheio de prédios de 10 andares, alguns de arquitectos de capacidades discutível, o que também acontece toda a Riviera Francesa. E turismo de massas contem uma conotação negativa que tenho dúvidas que possas defender. O conjunto arquitectónico tem de ser avaliado como tal, e a diversidade muitas vezes "apaga" o efeito negativo que vemos ao olhar isoladamente cada empreendimento, o que suponho ser mais difícil para um profissional, pois talvez caia no erro de "embirrar" com certos elementos do conjunto e perder visão de escala.

11:22 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger